Que filho você quer daqui a 15 anos?

Olá! Tudo bem? Essa pergunta parece ser bem louca, não? Mas você mamãe, papai ou cuidador já parou para pensar nas coisas que você faz hoje com seu filho e o quanto isso pode refletir daqui um tempo? Eu penso nisso sempre. E vejo que erro bastante.

Acredito muito que temos que viver o presente e não ser obsessivo pelo futuro. Mas pensar nas nossas ações de hoje é importante, pois requer consequências, e essas consequências estão lá no futuro.

Escutamos muito: “As crianças de hoje não são mais como as de antigamente “. Isso de fato acontece e os tempos são outros. A maneira de como falamos com os nossos filhos, o exemplo de “adultos” que somos são observados diariamente. Podemos não perceber mas somos observados por eles. Também não estou dizendo que a forma como agimos é exclusivamente a causa da formação do adulto ou adolescente do futuro. Não! Mas não podemos descartar a hipótese de que nossas ações e comportamentos para com nossos filhos reflita em algo no comportamento deles. Quando criança, não sabemos sobre o mundo, sempre precisamos de alguém que nos ajude a entender o mundo.

Então, quero te convidar a refletir justamente na maneira que você age, interage e se relaciona com seu filho. Olhar para seu filho, de dentro para fora. Ser amoroso, delicado, falar baixo, ser compreensivo não significa ser permissivo e ser “besta” com seu filho. Não podemos confundir autoridade com autoritarismo. Ter diálogo é extremamente importante e isso deve ser iniciado na primeira infância. Abraçar, beijar e dizer “eu te amo” não vai deixar seu filho dengoso, isso é mito!

É importante termos em mente que a criança de hoje será um adolescente, um adulto amanhã. Precisamos começar hoje a semear o filho que queremos ter no futuro. E isso é tão difícil… tão complicado educar… mas precisamos tentar. Prestar atenção nele ou neles.

Quero deixar claro que não estou dando receita, pois não existe receita. Mas é importante sempre refletir nas nossas ações para com os nossos filhos e assim podermos fazer sempre o melhor para eles, refletindo sempre sem medo de errar, e se errar, reconhecer e ser humilde e se corrigir, sempre!

Espero que este post te ajude a refletir sobre essa temática que é tão importante. Sobre esse assunto temos muitos o que abordar, mas em outro post voltaremos a falar disso.

Grande beijo e Deus abençoe!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Anúncios

Alimentação infantil – Dica da Nutricionista Renata Xavier

Olá! Tudo bem? Hoje vamos falar mais uma vez sobre alimentação! Sabemos que é um assunto que temos muito o que falar, pois como cuidadores nos preocupamos e entendemos o quanto a luta diária com a alimentação dos nossos pequenos é grande e precisamos estar atentos.

E diante disso, temos hoje mais uma dica valiosa da nossa Nutricionista Renata Xavier, vamos lá!

  • Conhecendo o alimento – por Renata Xavier

Uma boa alimentação começa desde cedo!Vamos iniciar com uma dica chave para as mamães. 🔑

Imagem própria

Vejam a foto acima da criança comendo e se lambuzando (ver foto). Por mais difícil que isso possa parecer, estimule seu bebê a tocar no alimento, comer o alimento com as mãos, por mais bagunça e sujeira que ele faça permita que ele faça isso, pois dessa forma ele conhece o alimento, sua cor e a textura antes de levar a boca. O bebê come no tempo dele e assim vai criando mais autonomia e estímulo, não o force a comer, tudo acontece no tempo dele”.

Renata Xavier Lima- Nutricionista-CRN6 12455

Espero que essa dica ajude você a estimular seu bebê.

Deus abençoe!

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

A importância da alimentação saudável na infância – Dicas da Nutricionista Renata Xavier

Olá! Tudo bem! Hoje vamos falar de alimentação? Nós mamães sabemos o quanto é difícil manter uma alimentação 100% saudável num mundo onde a diversidade de doces, guloseimas, entre outros, reinam no universo infantil. Mas precisamos bater na mesma tecla!

Pensando nisso, hoje vamos ler as dicas da nossa parceira aqui do blog, a Nutricionista Renata Xavier, que vem nos alertar sobre a importância de se manter uma alimentação saudável na infância.

Imagem: própria

• Dicas da Nutri – Formação de hábitos saudáveis

“Todo mundo já sabe que a alimentação saudável é importante desde cedo, pois é fundamental para manter uma boa qualidade de vida e prevenir doenças na vida adulta. Por esse motivo a alimentação saudável na infância é muito importante para o crescimento e desenvolvimento das crianças nos primeiros anos de vida, sendo assim é fundamental o papel dos pais para a educação alimentar dos filhos. Ao contrário do que muitos pensam, uma alimentação saudável não significa uma alimentação cara ou de difícil acesso, fazem parte de uma alimentação saudável a maioria dos alimentos in natura como, carnes, leite, ovos, feijão, arroz, frutas, verduras e legumes que consumidos em porções adequadas todos os dias trazem grandes benefícios para a saúde. Vale ressaltar que nessa fase as crianças estão muito expostas aos alimentos industrializados e as guloseimas, então, desde cedo precisamos introduzir uma alimentação saudável e equilibrada para ajudar na formação de hábitos saudáveis”.

Renata Xavier Nutricionista CRN6 12455

Ao logo do mês teremos mais dicas saudáveis com a nutri Renata Xavier! Espero que você goste!

Contatos da Nutricionista:

Renata Xavier Lima

Contatos

Tim (87) 99639-2840

Vivo (87) 98153-0623

Beijosss! Deus abençoe!

Adriana Nery – Mamãe Educa

Amamentação – um breve relato

Olá! Tudo bem! Há alguns dias foi o dia mundial da amamentação. Hoje vamos falar sobre esse ato de amor e carinho de mãe para filho! Quero falar da minha experiência, que não foi fácil, e que foram duas experiências diferentes uma da outra, e que não é fácil, nem para quem é mãe de primeira viagem e nem quem já tem mais filhos. Digo isso porque o início de cada vez que uma mãe vai amamentar é muito dolorido e ao mesmo tempo pode não ser, cada uma tem sua experiência e que pode ser diferente. Não existe regras!

Quando amamentei pela primeira vez foi bastante difícil. Doeu muito. Foi com muita persistência que amamentei Pedro Miguel até os 7 meses. Mas não era amamentação exclusiva. Eu amamentava durante o dia e durante a madrugada eu dava um pouco da fórmula numa mamadeira. Me deram essa dica para que ele pudesse acostumar também com a mamadeira. Foi arriscado, mas ele amava mamar então não tive medo de que ele fosse deixar de mamar por isso. Durante o dia ele apenas mamava.

Com as gêmeas foi diferente. A introdução da fórmula começou no hospital devido uma delas, a Maria Valentina, ter ido para a incubadora, onde lá foi submetido o leite numa seringa. Enquanto isso eu amamentava Ana Laura. Mas minha experiência de amamentar gêmeas não foi um sucesso. Quando as levei para casa tentei de todas as formas amamentar as duas, às vezes uma às vezes as duas ao mesmo tempo… mas não foi fácil. Elas deixaram de mamar depois de dois meses. Tive que introduzir a fórmula. Eu fiquei muito triste por não fazer da mesma forma como fiz com Pedro, mas eu tentei fazer da melhor maneira possível e não me frustrei por isso. Eu entendi que cada gestação, cada bebê se comporta diferente uns dos outros.

As duas experiências foram diferentes. Mas amei amamentar. Era dolorido, às vezes feria muito, passa pomadas e varios tipos de remédios caseiros para melhorar… muitas vezes eu chorava de dor, mas queria muito amamentar. Foi incrível, e hoje confesso que tenho muitas saudades desses dias, com eles bem pequenininhos , dias que passaram rápido, mas curti cada segundo.

Amamentar é um ato de amor, mas se por acaso você não conseguiu amamentar não fique triste. Sendo mãe eu aprendo a cada dia que cada criança se comporta de maneiras diferentes, que as coisas acontecem de jeitos particulares e que não devemos nos chatear quando algo não saiu do nosso jeito. Observe que eu tive duas experiências completamente diferentes.

Esse foi um breve relato sobre minha experiência com a amamentação. Teremos muito o que falar em outros posts sobre esse assunto tão abrangente.

Deus abençoe!

Adriana Nery – Mamãe Educa

Hora da história: Rotina e Dicas de livros

Olá! Tudo bem com você? Hoje vamos falar de imaginação e do mundo da fantasia que as crianças são capazes de desenvolver.

Antes mesmo de ter filhos eu sempre tive em mente que iria estimular a leitura cedo na vida das crianças. Digo isso não porque sou uma pessoa que vive lendo muitos e muitos livros, não. Na verdade, digo isso pelo fato de acreditar que as pessoas crescem muito lendo e adquirir esse hábito na infância é enriquecedor.

Rotina em casa

A rotina da história em casa não acontece todos os dias, mas procuro fazer isso pelo menos 3 vezes na semana. Quando comecei procurei livros apropriados para a idade das crianças, e eu mesma escolhia o livrinho para ler. Hoje, eles já escolhem quais dos livros eles vão querer que eu leia. Sempre os deixo à disposição para que escolham e explorem. Essa rotina com esses livros podem durar vários meses, pois as crianças sempre vão querer ouvir a mesma história varias vezes. Cada vez que me pedem a mesma história, procuro contar de maneira divertida! Eles adoram! É interessante que você tenha pelo menos uns 3 livros em mãos para a escolha. No momento estou usando 4 livros e vou mostrar para vocês!

Livros que estou lendo no momento

Meu primeiro livro de orações

Este livro é pequenininho e contém figuras e textos de orações bem curtinhas. Ele é ótimo para ler na hora de dormir.

O que tem dentro da sua fralda?

Eu comecei a ler esse livro quando comecei a fazer o desfralde do Pedro Miguel. Eu já falei desse livro aqui no blog. Pedro adora quando o leio. Ele sempre me pede dizendo: “Mamãe, quero a história do rato”! KkkkkkRecomendo demais esse livro, principalmente para quem esta iniciando o desfralde.

Os três porquinhos

O clássico do mundo infantil. Ele conta a história bem resumida e suas páginas são em formato 3D. As crianças adoram ver quando eu viro a página e as figuras parecem sair do livro! Rsrsrs fantástico!

O gato de botas

Outro clássico infantil. Escolhi esse livro porque as crianças adoram animais! Esse livro também é em formato 3D e o texto é bem curtinho. Muito bom.

Espero que essas dicas ajudem você a explorar o mundo da imaginação das crianças aí na sua casa! Beijosss!

Deus abençoe!

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

Frustrações na Maternidade

Olá! Tudo bem? Hoje quero falar com você sobre o lado “não tão bom” da maternidade. Eu não sou psicóloga, no entanto tudo que escrevo aqui no blog é baseado nas minhas experiências, pesquisas, minha vida pessoal, em tudo que eu acredito e vivo diariamente. Em momento algum quero transparecer viver uma vida de mãe perfeita, com filhos perfeitos, coisa que não existe.

A maternidade é linda mas não é fácil. Não importa a quantidade de filhos, se a mamãe ou papai trabalham ou não… as dificuldades são diferentes para cada um. Cada pessoa aguenta a sua maneira. Quando pensei em fazer esse post sobre esse tema, eu pensei em algo reflexivo para nós pessoas cansadas, exaustas e às vezes indispostas em realizar as tarefas do dia a dia.

Quantas vezes você quis ficar sozinha(o), sem precisar se levantar na hora em que seus filhos acordam? Quanto tempo você demora para tomar banho ou quantas vezes você tentou tomar banho na tranquilidade e, de repente, alguém chora, bate na porta, chama você e você teve que sair correndo do banho para atender quem esperava por você. Pois é…

Não que você ou eu não amemos os nossos filhotes, não é isso. Trata-se apenas de ter um tempo para o nosso “eu”. Um momento para cuidar da saúde, da beleza, do cabelo… momento para almoçar ou tomar um café tranquilamente, sem ninguém chamar! Como fazer isso? Bem difícil de responder.

Existem outras questões para esse tema, bem mais específicos, que talvez em outro post poderemos relatar com mais detalhes… Mas o que quero deixar claro aqui é apenas essa reflexão de que a maternidade tem seus momentos difíceis e que não devemos ter vergonha ou se sentir mal por sentir isso, ou mesmo se sentir julgada(o) por isso. A dedicação pelo outro requer muito sacrifício. As horas que temos que cumprir em prol do outro, dos filhos, da família, requer um alto preço: a sua LIBERDADE.

Não é fácil ser mãe. É uma dádiva linda, é muito preciosa… mas não é fácil. E o mais intrigante disso tudo e que mais me impressiona é que nosso amor é incondicional sendo que, tudo que fazemos por eles pode transparecer incondicional, mas que de certa forma temos expectativas, que muitas vezes, não obtemos os resultados que desejamos, mas esperamos sim, que nossos filhos sejam boas pessoas, sigam um bom caminho, façam boas ações, façam boas escolhas… essas coisas. Nos entregamos completamente e nos esforçamos muito no nosso dia a dia. Será que dependendo do resultado de tudo isso, no futuro, teremos algum tipo de frustração?!

Estou falando da nossa liberdade, de hoje, que não temos mas que, usamos da dedicação, da nossa posição , como mãe que educa, que cria, que defende, que direciona o caminho do filho para pensar em seu futuro. Isso dá trabalho! Muuuitooo trabalho!!! Isso é dedicação. Tira suas horas de sono! Depois que me tornei mãe eu nunca mais dormi a noite toda!!!

Espero que essa leitura te faça refletir sobre suas expectativas e sobre sua vida. Amamos os nossos filhos mas temos que cuidar de nós, pois quando estamos bem temos forças para cuidar de quem estar ao nosso redor. Não se frustre por confessar que, de fato, se cansa por se dedicar muito e sente vontade de dormir até mais tarde.

Beijos! Deus abençoe!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

O sono do bebê: 3 dicas que me ajudaram muito!

Olá! Tudo bem?! Hoje vamos falar sobre o soninho do bebê! Com apenas dois meses as gêmeas conseguiram dormir a noite toda! Pedro Miguel conseguiu somente à partir dos seis meses.

Quando eu tive Pedro eu não tinha muita experiência em fazer bebês dormirem. Eu tive que pesquisar muito, obter dicas das mamães experientes e assim formular as minhas próprias orientações de acordo com o que eu conseguia fazer. Cólicas, desconfortos entre outras coisas os bebês recém-nascidos tem, mas temos que ir vencendo aos poucos. Se seu bebê tem esses desconfortos, não se preocupe, você poderá usar essas dicas, mas vá ao pediatra e veja o que pode ser feito. Um remedinho sempre ajuda!

Quando as gêmeas completaram dois meses e meio, mais ou menos, elas começaram a dormir a noite inteirinha! Eu nem acreditei! Até hoje sigo a rotina que eu criei e deu super certo!

Quero destacar aqui que cada criança é única e cada uma vai reagir a sua maneira, de acordo com suas limitações, mas testar algumas dicas sempre é bom e não custa nada, não é mesmo?!

Vamos às dicas!!

1. Crie uma rotina e seja fiel aos horários

Os bebês adoram rotina!! Eu não consegui fazer isso com Pedro, por isso que ele demorou tanto para dormir à noite toda. Com as gêmeas eu segui à risca! E funcionou! Procure fazer as mesmas coisas com seu baby durante o período da noite. Se vai ler uma estória, tente ler no mesmo horário. A hora de mamar, do banho, hora da estorinha… enfim, crie sua rotina e seja fiel.

2. Banho de ofurô

Pode ser em um balde ou mesmo no ofurô que ele vai relaxar e se sentir muito bem. Com uma água morna, eu colocava óleos para bebê ou umas três gotinhas do perfume que ele usava para dormir. Quando recém-nascido não coloca o perfume, somente após os três meses. Esse tipo de banho ajuda a aliviar as cólicas e ajuda o bebê relaxar, a ter a sensação de estar na barriga da mamãe. Eu amava fazer isso! É maravilhoso!

3. Ajude o organismo do bebê a produzir Melatonina – apague as luzes

Seu baby é muito pequenino e não sabe quando é dia ou quando é noite. Você precisa ensinar isso para ele. Foi o que eu fiz. Achei essa dica super valiosa, pois eu não tinha noção disso e quando o bebê chorava a primeira coisa que eu fazia era ascender as luzes! Outra coisa importante é que a luz ajuda a liberar no organismo do bebê o hormônio do sono, a melatonina. Esse hormônio é responsável por nos ajudar a adormecer. Ele é expelido pela glândula pineal no cérebro e sua produção aumenta com a ausência de luz. Na madrugada a produção da melatonina é bem maior. Se seu baby acordar durante a madrugada para troca de fralda ou mamar, ascendendo apenas o abajur, ele voltará a conseguir dormir. Fiz isso e me ajudou demais! Nesse caso seu baby deve dormir beeeem mais se ele estiver no escurinho! Certo!

Espero que com essas três dicas o neném aí consiga dormir tranquilo e bem. Espero ter ajudado! Se você tiver mais dicas deixa aqui nos comentários! Vou adorar saber!

Beijossss! Deus abençoe!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Alegria de ser mãe!

Olá! Tudo bem! Independente de qualquer condição e particularidade que fez com que nascesse uma mãe dentro de você, quando nasce um bebê, nasce uma mãe! É essa alegria que quero expressar no post dessa semana em homenagem às mamães!

Muitas vezes nós mamães temos dificuldades de falar sobre nossos sentimentos e emoções, sobre nossas alegrias e tristezas… ser mãe não é uma tarefa fácil! Esquecemos de nós e nós doamos completamente! Incondicionalmente! Mãe é um ser humano magnífico! Sou muito feliz por ser mamãe!

Eu poderia passar o dia escrevendo sobre minha alegria de ser mãe, mas permita-me te convidar para apreciar a leitura de mensagens lindas, sobre os sentimentos de mamães lindas cheias de graça e ternura, que tiraram um minuto do seu precioso tempo para expressar toda leveza e candura da maternidade!

Alegria de ser Mãe

“Ser mãe é amar

É gerar

É cuidar

É amar incondicional que nada espera em troca

É um afeto desmedido sem ser incontido

Ser mãe é um ser infinito de esperança.

Ser mãe é proteger e amparar

É encontrar sempre as palavras certas

SER MÃE É AMAR, AMAR”!

(Mamãe Ilkerlane)

“Pra mim a alegria de ser mãe é olhar para o meu filho e saber que ele é um pedacinho de mim, um presente de Deus, um milagre na minha vida. Poder curtir cada momento ao lado do meu pequeno me torna muito feliz como mãe “😍 (Mamãe Elaine Suelen)

“É amor incondicional, é um pouco de abdicação de um mundo que não é mais seu, mas que esse novo mundo te transforma, te preenche e te faz realmente completa. É acordar por um, dois, três ou mais motivos, na busca insensante de perfeição, que não existe. Nós mães, nos cobramos diariamente, e quando descobrimos q não há perfeição, descobrimos quer ser mãe é viver em constante correção.

Eu me vi sim, uma pessoa melhor, que pensa no outro antes de pensar em si mesma. E oro a Deus que todas as mulheres que desejam ser mães, tenham essa graça. Pq a vida depois de ser mãe, é de multiplicação de responsabilidades sim, mas também multiplicação de amor, alegria e satisfação”.

( Mamãe Jimena Martins)

“Essa é a maior alegria, ver o sorriso no rosto do nosso filho, ser chamada de mamãe e saber que somos o porto seguro deles… não tem preço! Mesmo que amanhã eles criem suas próprias asas e alcancem o voou, é incrível e maravilhoso essa benção”.

(Mamãe Denise Gomes)

“Sou grata a Deus por ser mãe, uma experiência sem igual, onde a cada dia posso viver novas experiências, novos aprendizado, descobrir também o significado do amor verdadeiro, aquele amor infinito que você nao consegui se imaginar mais sem ela na sua vida, eu amo ser mãe, obrigado meu Deus por tudo”.

(Mamãe Fabiana Andre)

“Ser MÃE é algo divino sem explicação, é um sentimento lindo que nos invade sem limites.Um sentimento ETERNO”.

(Mamãe Lívia Leite)

“Quando me tornei mãe descobri o maior amor do mundo, passei a amar a minha mãe mil vezes mais e viver contando os minutos pra estar com a minha filha. Descobri que por ela sou capaz de fazer o impossível”!

( Mamãe Janeclea Amorim)

Que Deus abençoe todas as mamães, e em especial as minhas leitoras maravilhosas! Que sejamos como Maria, mãe de Jesus, exemplo de mãe, de amor e de fé! FELIZ DIA DAS MÃES!

Beijos!

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

Atividades para fazer em casa

Olá, tudo bem? Quando chega o fim de semana já me preparo para as atividades! Nas últimas semanas trabalhei com duas com as crianças aqui em casa. Geralmente procuro fazer atividades que eu consiga envolver os três, mas vou apresentar para você uma que realizei apenas com Pedro Miguel que tem 2 anos e outra que realizei com os três. As meninas Ana Laura e Maria Valentina estão com 1 ano e 3 meses e já estou fazendo algumas atividades sensoriais e motoras, já estou estimulando a pintar com giz de cera… entre outras.

As crianças gostam de novidade! Muitas vezes ficam desinteressados de brincar com os brinquedos e nessa hora, fica mais fácil introduzir uma atividade educativa que exija um pouco mais de atenção.

Acredito muito que em casa podemos realizar muitas atividades legais e que não sejam cansativas ou que se tornem “chatas”. As mamães e os papais, que gostam de estimular seus filhos em casa, podem fazer muito por eles brincando e se divertindo! Isso faz com que, além de aproximar e tornar forte a afetividade entre a família, ajuda a criança a ter confiança e autonomia, e isso ela levará para a vida toda!

Aprendendo a contar

Materiais utilizados

  • 1 Bandeja
  • 3 potinhos de plástico
  • 1 caneta
  • 3 pedaços de papel
  • 5 botões
  • 1 Forminha de silicone

Nessa atividade apresentei os materiais numa bandeja para ficar mais organizado. Coloquei os potinhos com cada papel com seus respectivos números e coloquei os botões em formato de morangos na forminha de silicone.

Sem falar nada, apenas demonstrando, ensinei à Pedro Miguel como faz para colocar cada botão de acordo com a quantidade de números que se pede em casa potinho. Logo após o deixei fazer sozinho. Ele ficou bastante tempo interagindo. O ideal é escolher materiais que representem o que a criança gosta. Pedro adora morangos e adora potinhos em formato de panelas. Ele amou!

Rabiscando na parede

Materiais utilizados

  • Papel 40 ou cartolina
  • Fita adesiva
  • Giz de cera para bebê

Eles estão na fase de rabiscar! Nessa atividade coloquei o papel 40 na parede e distribuí para cada um giz de cera. Mostrei cada cor, falando o nome das cores sempre, e mostrei como faz desenhos e onde, especificamente, deve-se fazer os desenhos. É necessário deixar bem claro para os pequenos onde rabiscar para que não saiam rabiscando as paredes de toda a casa! Kkkkk Claro que não vão obedecer de imediato, mas a repetição fará com que ajude a entender. As crianças amaram essa atividade e estimulou a criatividade deles, cada um com seu jeitinho!

Espero que essas ideias te ajude aí na sua casa! E se você tem mais alguma ideia legal escreva aqui nos comentários! Adoraria fazer aqui em casa!

Beijos!!! Deus abençoe

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑