Minha admiração pelo método da Disciplina Positiva

Olá! Tudo bem? Faz um tempo que quero escrever sobre este assunto aqui no blog. Quando se trata do desenvolvimento das crianças, os pais procuram a melhor maneira possível para a educar seus filhos. Os pais que se preocupam com isso sempre pensam no melhor.

Eu, assim como muitos de nós tivemos uma educação que era baseada em palmadas, punições, recompensas … enfim, quem nunca levou uma “palmadinha” ou um “gritinho”não é mesmo? Muitos podem não ter levado, o que não era muito comum na minha época. Outros acreditam que, baseado no autoritarismo ,a criança deve sofrer um “pouquinho” para aprender, e outros baseados na permissividade deixam os filhos fazerem o que querem.

Mas já faz um tempo que esse método autoritário de criar os filhos já vem saindo de cena e um método mais conectivo vem crescendo muito no meio materno: a Disciplina Positiva. Já ouviu falar!? Trata-se de um método baseado em empatia, respeito, confiança e habilidades de vida, onde a criança lida de maneira consciente e respeitosa com as próprias emoções.

Não é fácil de aplicar. Da muito trabalho! Além do mais é necessário que os adultos que envolvem a criança estejam preparados. Esse método convida os educadores a deixar de lado a palavra “não” e as punições e recompensas e pensar na solução do problema. Ajuda os pais a enxergarem que, por trás da birra existe um conjunto de emoções, necessidades, sentimentos que a criança não sabe lidar por serem emoções muito complexas.

Como você viu no título, eu tenho uma enorme admiração pelo o método. Eu confesso a você que tento aplicar mas, muitas vezes não tenho sucesso e acabo agindo com autoritarismo. Mas isso não me faz desistir. Eu me policio bastante na hora de agir. Ainda estou estudando sobre o assunto e tenho muito o que aprender. Tento aplicar em casa, tento aplicar com meus alunos na escola… Tento. O que quero deixar claro aqui é que cada mãe tem seu jeito e escolhe a sua maneira de educar de acordo com sua personalidade, vontade e seus objetivos.

Eu poderia relatar varios temas que envolve esse assunto, mas para o texto não ficar grande vou listar para você algumas dicas da Disciplina Positiva e assim você pode conhecer melhor. É interessante que você pesquise mais a respeito, caso tenha se identificado ou ficado curioso(a). Em outro post falarei com mais detalhes sobre a origem e princípios desse método. Agora vamos as dicas!

Perguntar ao invés de Mandar

Autoritarismo: Sai daqui que eu preciso limpar essa bagunça que você fez!

Disciplina Positiva: E agora! Como podemos limpar isso juntos?

Conexão antes da Correção

Autoritarismo: Você não tem solução!!

Disciplina Positiva: Eu te amo e acredito que você pode melhorar nisso!

Encorajar ao invés de Elogiar

Elogio: Estou tão orgulhoso de você!

Encorajamento: Você se esforçou muito e imagino que esteja orgulhoso de si mesmo!

Gentileza e Firmeza

Autoritarismo: Se não guardar os brinquedos agora vou jogar no lixo!

Disciplina Positiva: Eu sei que você não quer guardar os brinquedos agora e esta na hora de arruma-los. Você quer cantar uma música enquanto guardamos juntos?

Lembrando que esse método é uma forma diferente de educar. Não que as outras formas não tenham sentido, mas são formas diferentes e cada uma com sua particularidade. Uma pequena palavra pode fazer diferença na vida das crianças.

Esse assunto é bastante extenso, teremos outros posts mais adiante.

Forte Abraço!

Adriana Nery- Mamãe Educa

Anúncios

Adaptação Escolar – 6 dicas que estou seguindo

Olá! Tudo bem? Como está indo a adaptação escolar dos seus filhos? Muitas vezes nós pais esperamos dos nossos filhos os melhores resultados, criamos expectativas que não cabe aos pequenos essa tarefa. Precisamos ter calma.

Por aqui as coisas mudaram bastante. Neste ano Pedro entrou numa escola nova e para ele parece ser tudo novo mesmo. Paciência e dar tempo ao tempo é o melhor remédio nessas horas. Às vezes o medo parte de nós, pais e mães, preocupações e a inquietação toma conta de nós. Essa insegurança acaba sendo transmitida para nossos filhos e isso prejudica bastante. Isso ocorre independente da idade dos filhos.

No entanto, estou tentando seguir essas 6 dicas que me fizeram refletir e estão me ajudando bastante, resolvi então compartilhar com você, quem sabe isso te ajude também. Vamos lá!

1- Prepare- se

Quanto antes você se sentir preparada(o), melhor. Assim você vai transmitir para seu filho(a) e ele também vai se sentir preparado(a).

2- Não criar expectativas

Às vezes a escola, de início, pode não parecer tão legal como você falou para seu filho e isso pode causar frustrações e acabar atrapalhando o processo.

3- Praticar o encorajamento

Fale sempre para o seu filho que você acredita nele e sabe que ele é capaz. Fale sempre, de preferência antes de ir para a escola, que você está do lado dele.

4- Se despeça SEMPRE!

Nada de sair de fininho! Não é bom enganar nossos filhos, a confiança é muito importante nesse processo.

5- Confiar no processo

Todo ser humano se adapta. Seu filho vai se adaptar. É preciso confiar e tudo dará certo.

6- Faça Perguntas

Quando ele(a) voltar da escola, pergunte como foi o dia! Se foi legal! E se não foi, pergunta como você pode ajudar. Deixe se expressar… Isso aumentará o laço de confiança entre vocês.

Bom, espero que a adaptação escolar aí na sua casa seja um sucesso. O importante é acreditar e tudo dará certo. Espero ter ajudado.

Bjssss!! Até mais!

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

Receita de Cookies

Olá, tudo bem! Atrasadaaa mas, como havia prometido aqui está a receitinha dos cookies que fiz para as crianças no Natal.

Sabe aquele cheirinho de infância? Aquele gostinho de uma época especial? É exatamente isso que fiz para ficar na memória a longo prazo das crianças! É muito importante nós fazermos esses momentos bons da infância obter um cheirinho, um gostinho característico, pois coisas assim ficam para sempre! Quero poder fazer isso sempre! Bom, sem mais, vamos a receitinha!

Ingredientes

  • 3 xícaras de açúcar mascavo
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 150g de manteiga
  • 1 ovo
  • 250g de Gotas de chocolate
  • 1 colher de essência de baunilha
  • Papel manteiga
  • 1 pitada de sal
  • Fermento em pó
  • Chocolate colorido, granulado para enfeitar

Modo de preparo

Em um recipiente bata a manteiga e o açúcar mascavo até ficar uma mistura homogênea.

Adicionar um ovo é uma colher da essência de baunilha. Mexer bem.

Adicionar a farinha de trigo, uma pitada de sal e uma colher de fermento em pó.

Adicionar as gotas de chocolate. Reservar um pouco para enfeitar na hora de ir ao forno. Mexer a mão.

Cobrir uma forma com o papel manteiga. Em seguida fazer bolinhas da massa achatando-as. Não colocar as bolinhas muito próximas para não grudar umas nas outras.

Enfeitar com gotas de chocolate, granulado colorido ou chocolate colorido. Enfeitar como quiser.

Assar em forno pré-aquecido 180° por aproximadamente 15 minutos.

***************************************

Espero que você faça muitos cookies aí na sua casa! Quando fizer manda pra gente! Vou adorar saber se deu certo!

Feliz 2019 para todos vocês que nos acompanha! Deus abençoe sempre!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Receita- Massinha Caseira

Olá! Tudo bem? Seu(a) filho(a) gosta de massinha? Os meus amaaaam! E no post de hoje vou te mostrar uma receita de massinha caseira que eu testei em casa e deu super certo!

Sempre compro massinhas industrializadas para eles, e Valentina ainda coloca tudo que vê na boca. Pensando nisso, eu resolvi fazer a massinha caseira e observar o comportamento deles, se gostam, se notam alguma diferença enfim… eles amaram e brincaram muito! Então, sem mais, vamos à receita!

Ingredientes

4 xícaras de farinha de trigo

1 xícara de sal

1 xícara e meia de água

3 colheres de sopa de óleo

Corante alimentício

Glitter

Creme corporal

Como fazer

Em uma tigela colocar a farinha de trigo, o sal, a água e as colheres de óleo. Misturar tudo até que se forme uma massa homogênea. Vai acrescentando farinha de trigo se a massa ficar muito mole ou, conforme a necessidade, vai adicionando água se ficar muito seca.

Por último adicionar o corante alimentício. Mexer com as mãos até que fique na cor desejável. Adicionar o glitter é um pouco de creme corporal para dar um cheirinho agradável! Pronto! Agora é só brincar e se divertir!

Depois de pronta pode colocar na geladeira em potes fechados e conservará por um tempo.

Espero que tenha gostado da receitinha! Se você tem outras ideias de massinha, pode deixar nos comentários que vou tentar fazer!

Grande beijoooo!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

O cuidado na escolha dos utensílios plásticos para crianças: O que é Bisfenol A?

Olá, tudo bem? Hoje vamos falar de um inimigo invisível, que muitas vezes pode ser falado como exagero, mas quando se trata de nossa saúde e a saúde das crianças, todo cuidado é pouco.

Muitas mamães se preocupam na introdução da fórmula em escolher as mamadeiras ou na introdução alimentar em escolher os utensílios plásticos para as crianças. Isto é natural, pois a maioria das pessoas não pensam em utilizar mamadeiras de vidros ( o que acho que seria mais saudável ) ou utensílios como pratinhos, copos de vidros, que não tem fácil nem mesmo para comprar nas lojas. Então, a escolha dos plásticos tem que ser de suma importância e levar em consideração todos os cuidados possíveis em sua utilização. Vou explicar porquê!

Os plásticos e o BPA

Geralmente, os plásticos são feitos de substâncias químicas extraídas do petróleo. E como sabemos que o petróleo não é renovável contribui bastante para a poluição do meio ambiente. Existem plásticos que são feitos de uma substância chamada policarbonato que faz parte de grupos de polímeros de cadeia longa que são extraídos do petróleo. E para a fabricação do policarbonato mais utilizado na fabricação dos plásticos, é utilizado uma substância chamada Bisfenol A ou BPA. E como ocorre a contaminação? O BPA se “desprende” do plástico através de uma elevada temperatura ou até mesmo em temperatura ambiente e se instala no alimento. Se estar presente em mamadeiras ela vai para o leite, se estar nos pratinhos ela vai para a comida. Se estar presente na encanação ou no galão de água, vai para a água.

Estudos foram feitos nos EUA que o Bisfenol A estava contribuindo para doenças cardíacas, puberdade precoce, doenças respiratórias, infertilidades e Câncer. Existem estudos que pode haver alterações no comportamento das pessoas como ansiedade, podem atrapalhar o organismo nas funções endócrinas, diabetes e alterar o funcionamento do hormônio feminino estrogênio. Após essas descobertas varios países como Canadá, China, países da Europa baniram a utilização do bisfenol na fabricação dos plásticos. No Brasil varias empresas já retiraram a substância da fabricação.

Os cuidados e onde podemos encontrar o BPA?

É recomendável que todas as pessoas, principalmente crianças pequenas e gestantes devem se manter longe de plásticos que possam conter a substância.

O BPA pode ser encontrado utensílios plásticos em geral, em encanação de casas, em computadores, garrafas plásticas de modo geral, em materiais médicos e dentários, revestimentos dos enlatados enfim… Mas o que quero é ressaltar um alerta para as mamães na escolha das mamadeiras, chupetas, brinquedos e utensílios plásticos para as crianças. Verificar se o material plástico vem com emblema BPA FREE, que quer dizer: livre de Bisfenol A.

Outra observação importante é a verificação do material que estar utilizando através da leitura simbólica do tipo de plástico (ver foto), geralmente vem no fundo do material ou em seu rótulo. Os plásticos de número 2, 4 e 5 são considerados melhores.

Imagem Google

Espero que este post possa ajudar você a escolher melhor os plásticos na sua casa! O mais importante é nossa saúde e a saúde dos nossos filhos. Às vezes tratam como exagero, mas acredito que quanto mais cuidado tomarmos melhor! Escolha bem seus plásticos e principalmente os utensílios do seu bebê!

Bjsss Deus abençoe!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Vida de mãe e outras atividades? Dicas de como gerenciar seu tempo.

Olá! Tudo bem? Vamos falar de tempo? O quanto está sendo curto? Ou longo? Se for longo, que bom, se for curto, veja como tentar controlar o seu tempo para ter melhor aproveitamento.

Eu costumo dizer para as pessoas que me conhecem que meu tempo é “cronometrado”. Claro que num bom sentido. E muitas pessoas me perguntam como faço para fazer tudo! E sempre respondo isso: meu tempo é cronometrado. Digo isso no sentido de que organizo o que vou fazer no dia a dia, e tento ser fiel. Claro que sempre ocorre imprevistos, coisas que ficam para outro horário… mas o importante é tentar cumprir sempre com todas as tarefas.

No corre corre da vida, principalmente para mamães como eu, o tempo tem que ser um aliado. Eu trabalho, estudo, vou à academia, sou dona de casa, sou esposa, sou mãe… por aqui tenho muito trabalho! Não é fácil, e ser forte para mim não é fácil. Às vezes tenho vontade de não fazer nada! Muitas vezes me controlo para não estacionar. Sempre preciso me organizar para tentar fazer o melhor. Às vezes tudo sai bem, as vezes não, mas o que tenho em mente é que devemos sempre tentar fazer o melhor! Acredito muito que nada é por acaso! As coisas que estão em nossas mãos, os trabalhos que nos foi confiado, com certeza não é por acaso. O que precisamos é de organização e um bom gerenciamento e planejamento.

Então, pensando nisso, separei quatro dicas que utilizo para gerenciar meu tempo. Com essas dicas consigo focar e realizar as tarefas que estão ao meu alcance. Vamos lá!

  • Organize sua semana

Tenha em mente ou numa agenda tudo o que você vai fazer durante a semana! Coloque absolutamente tudo! Horários de trabalho, de outras obrigações como, por exemplo, levar a criança ao médico, vacina etc… Se houver espaços livres coloque o que vai fazer ou se não vai fazer nada… enfim, tenha esquematizado tudo o que vc vai fazer durante a semana.

  • Dê atenção as prioridades, o resto espera!

Se houver imprevistos, dê prioridade ao que vc julga mais importante é faça como puder. Sem estresse e seja leve. Nada de se preocupar com o que você tinha antes para fazer e não fez. Diante de tantas coisas para fazer, manter o controle emocional é muito importante.

  • Seja fiel ao que vc organizou

Seja fiel e mantenha-se firme em relação as suas tarefas diárias. Se não sair perfeito, não tem problema, tente sempre fazer o seu melhor de a acordo com o que você pode.

  • Não acrescente tarefas que vc não conseguirá cumprir

Nada de exageros! Não queira abarcar o mundo! Mesmo você querendo ajudar a todos, contribuir com tudo ao seu redor, faça aquilo que está ao seu alcance. Eu considero essa dica a mais importante!

Seu tempo é precioso! E merece todos os cuidados. Espero ter ajudado!

Beijosssss

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

Que filho você quer daqui a 15 anos?

Olá! Tudo bem? Essa pergunta parece ser bem louca, não? Mas você mamãe, papai ou cuidador já parou para pensar nas coisas que você faz hoje com seu filho e o quanto isso pode refletir daqui um tempo? Eu penso nisso sempre. E vejo que erro bastante.

Acredito muito que temos que viver o presente e não ser obsessivo pelo futuro. Mas pensar nas nossas ações de hoje é importante, pois requer consequências, e essas consequências estão lá no futuro.

Escutamos muito: “As crianças de hoje não são mais como as de antigamente “. Isso de fato acontece e os tempos são outros. A maneira de como falamos com os nossos filhos, o exemplo de “adultos” que somos são observados diariamente. Podemos não perceber mas somos observados por eles. Também não estou dizendo que a forma como agimos é exclusivamente a causa da formação do adulto ou adolescente do futuro. Não! Mas não podemos descartar a hipótese de que nossas ações e comportamentos para com nossos filhos reflita em algo no comportamento deles. Quando criança, não sabemos sobre o mundo, sempre precisamos de alguém que nos ajude a entender o mundo.

Então, quero te convidar a refletir justamente na maneira que você age, interage e se relaciona com seu filho. Olhar para seu filho, de dentro para fora. Ser amoroso, delicado, falar baixo, ser compreensivo não significa ser permissivo e ser “besta” com seu filho. Não podemos confundir autoridade com autoritarismo. Ter diálogo é extremamente importante e isso deve ser iniciado na primeira infância. Abraçar, beijar e dizer “eu te amo” não vai deixar seu filho dengoso, isso é mito!

É importante termos em mente que a criança de hoje será um adolescente, um adulto amanhã. Precisamos começar hoje a semear o filho que queremos ter no futuro. E isso é tão difícil… tão complicado educar… mas precisamos tentar. Prestar atenção nele ou neles.

Quero deixar claro que não estou dando receita, pois não existe receita. Mas é importante sempre refletir nas nossas ações para com os nossos filhos e assim podermos fazer sempre o melhor para eles, refletindo sempre sem medo de errar, e se errar, reconhecer e ser humilde e se corrigir, sempre!

Espero que este post te ajude a refletir sobre essa temática que é tão importante. Sobre esse assunto temos muitos o que abordar, mas em outro post voltaremos a falar disso.

Grande beijo e Deus abençoe!

Por Adriana Nery – Mamãe Educa

Alimentação infantil – Dica da Nutricionista Renata Xavier

Olá! Tudo bem? Hoje vamos falar mais uma vez sobre alimentação! Sabemos que é um assunto que temos muito o que falar, pois como cuidadores nos preocupamos e entendemos o quanto a luta diária com a alimentação dos nossos pequenos é grande e precisamos estar atentos.

E diante disso, temos hoje mais uma dica valiosa da nossa Nutricionista Renata Xavier, vamos lá!

  • Conhecendo o alimento – por Renata Xavier

Uma boa alimentação começa desde cedo!Vamos iniciar com uma dica chave para as mamães. 🔑

Imagem própria

Vejam a foto acima da criança comendo e se lambuzando (ver foto). Por mais difícil que isso possa parecer, estimule seu bebê a tocar no alimento, comer o alimento com as mãos, por mais bagunça e sujeira que ele faça permita que ele faça isso, pois dessa forma ele conhece o alimento, sua cor e a textura antes de levar a boca. O bebê come no tempo dele e assim vai criando mais autonomia e estímulo, não o force a comer, tudo acontece no tempo dele”.

Renata Xavier Lima- Nutricionista-CRN6 12455

Espero que essa dica ajude você a estimular seu bebê.

Deus abençoe!

Por Adriana Nery- Mamãe Educa

A importância da alimentação saudável na infância – Dicas da Nutricionista Renata Xavier

Olá! Tudo bem! Hoje vamos falar de alimentação? Nós mamães sabemos o quanto é difícil manter uma alimentação 100% saudável num mundo onde a diversidade de doces, guloseimas, entre outros, reinam no universo infantil. Mas precisamos bater na mesma tecla!

Pensando nisso, hoje vamos ler as dicas da nossa parceira aqui do blog, a Nutricionista Renata Xavier, que vem nos alertar sobre a importância de se manter uma alimentação saudável na infância.

Imagem: própria

• Dicas da Nutri – Formação de hábitos saudáveis

“Todo mundo já sabe que a alimentação saudável é importante desde cedo, pois é fundamental para manter uma boa qualidade de vida e prevenir doenças na vida adulta. Por esse motivo a alimentação saudável na infância é muito importante para o crescimento e desenvolvimento das crianças nos primeiros anos de vida, sendo assim é fundamental o papel dos pais para a educação alimentar dos filhos. Ao contrário do que muitos pensam, uma alimentação saudável não significa uma alimentação cara ou de difícil acesso, fazem parte de uma alimentação saudável a maioria dos alimentos in natura como, carnes, leite, ovos, feijão, arroz, frutas, verduras e legumes que consumidos em porções adequadas todos os dias trazem grandes benefícios para a saúde. Vale ressaltar que nessa fase as crianças estão muito expostas aos alimentos industrializados e as guloseimas, então, desde cedo precisamos introduzir uma alimentação saudável e equilibrada para ajudar na formação de hábitos saudáveis”.

Renata Xavier Nutricionista CRN6 12455

Ao logo do mês teremos mais dicas saudáveis com a nutri Renata Xavier! Espero que você goste!

Contatos da Nutricionista:

Renata Xavier Lima

Contatos

Tim (87) 99639-2840

Vivo (87) 98153-0623

Beijosss! Deus abençoe!

Adriana Nery – Mamãe Educa

Blog no WordPress.com.

Acima ↑